A graça que recebemos e que devemos manifestar

A graça que recebemos e que devemos manifestar

Adaptado de mensagem de Alberto Batata à Igreja em Fontaínhas – São João da Madeira. 20/10/2020

 

“Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens, ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, justa e piamente, aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo, o qual se deu a si mesmo por nós, para nos remir de toda iniquidade e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.

Fala disto, e exorta, e repreende com toda a autoridade. Ninguém te despreze.” Tito 2:11-15

 

Tito, é alguém a quem Paulo entregou uma missão difícil e dura, mas também muito gratificante. Paulo escreve-lhe esta carta para o animar e para lhe relembrar os desafios que tinha pela frente.

 

Nesta passagem em particular, Paulo desafia Tito a não desanimar, mas a permanecer firme e a continuar a incentivar outros. Muitas vezes, podemos desanimar quando falamos a alguém, uma e outra vez e não obtemos nenhum resultado. Mas devemos perseverar. A convicção da graça de Deus, deve-nos trazer a força e a confiança que precisamos para não desistir. Não estamos na condição de condenados, mas somos beneficiários da graça de Deus. A graça autentica a nossa fé, e sabemos que fomos salvos não porque merecêssemos, mas porque a graça de Deus nos alcançou.

 

A manifestação da graça de Deus em nossas vidas, deve-nos impulsionar a renunciar tudo aquilo que nos impede de trabalhar na obra de Deus. Devemos sondar o nosso coração, a cada dia, para perceber se nos estamos a minimizar, para que Cristo se possa manifestar e transformar a nossa mente. Este é um processo de renovação, não é algo que aconteça e pare, mas dura a vida inteira e se aperfeiçoa continuamente.

 

Devemos viver também aguardando a consumação da graça de Deus – a volta de Cristo. Jesus pode voltar hoje! Teoricamente sabemos esta verdade, mas por vezes andamos distraídos com muitas coisas e tendemos a esquecer-nos que esta é uma realidade futura. Um dia, não haverá mais dia, não haverá mais tempo – Jesus voltará e nos levará com ele.

 

A graça e a esperança que podemos experimentar hoje, custou um alto preço – a vida, o sacrifício do Senhor Jesus na cruz. Graça sobre graça, é isso que a salvação e a vida com Jesus nos oferece.

 

Devemos partilhar a graça de Deus na nossa vida através do nosso exemplo; antes das palavras deve vir o exemplo.

 

“Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai o coração.” Tiago 4:8

 

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus.

Não vem das obras, para que ninguém se glorie.” Efésios 2:8,9

 

Aproveitemos este tempo que Deus nos dá, para mostrar aos outros a graça que Deus nos manifestou e continua a manifestar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.