Um “vírus” bem antigo e destruidor

Duvida

Adaptado de mensagem de David Gomes à Igreja em Fontaínhas – São João da Madeira. 15/11/2020

 

Genesis 3:1 “…é assim que Deus disse?…” – é neste contexto, que surge, pela primeira vez, este “vírus” – a dúvida!… A dúvida semeou o pecado no mundo!…

Este é um “vírus” muito antigo e que pode destruir mais que o SAR-COV2. Ele não é nocivo em si mesmo; os problemas graves, surgem quando não é tratado!…

A fé está a ser atacada constantemente e este ataque propaga-se nas redes sociais, na cultura, nomeadamente na literatura. Há muita desinformação em todas as áreas, mas também relativamente à fé. Tudo isto leva à proliferação da dúvida. No entanto, o bom deste “vírus” é que quando procuramos as respostas, e o antídoto chega, mata a dúvida.

Deus não nos condena por ter dúvidas.

“E João, chamando dois dos seus discípulos, enviou-os a Jesus, dizendo: És tu aquele que havia de vir ou esperamos outro? Lucas 7:19 – João Batista tinha dúvidas que Jesus fosse o Messias, o prometido e então perguntou e Jesus respondeu:

“Respondendo, então, Jesus, disse-lhes: Ide e anunciai a João o que tendes visto e ouvido: os cegos veem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam e aos pobres anuncia-se o evangelho.” Lucas 7:22 – A resposta de Jesus envolveu factos, Ele não apresentou hipóteses, Ele não disse o pensava, ou o que outros pensavam, Ele lembrou o que estava a acontecer e que testificava de quem Ele era, para que não restassem dúvidas. E depois desta situação, não condenou João por duvidar, aliás acerca dele Jesus diz: “E eu vos digo que, entre os nascidos de mulheres, não há maior profeta do que João Batista”. Lucas 7:28

 

É natural/ normal ter dúvidas, mas é crucial que as dúvidas sejam esclarecidas, que não se dê espaço para elas crescerem e corromperem. Assim há 4 passos para tratar a dúvida:

1. Perceber de onde vem a dúvida, descobrir a sua origem

Existem vários motivos que podem levar às dúvidas:

Pobre entendimento das escrituras. Há pessoas que acham que um crente nunca fica doente ou que não passa por dificuldades financeiras; ora isto não é verdade e de maneira nenhuma é suportado pelas escrituras; no entanto, se alguém pensar assim, ao passar por uma situação destas vai duvidar. Uma visão errada da Bíblia, da palavra de Deus é um terreno fértil para dúvidas;

Adversidades na vida. Há estudos que mostram que muitos ateus famosos passaram por privações, violações, abandono, depressões, injustiças e que estes momentos adversos foram a ignição para a dúvida surgir e como não foi esclarecida cresceu e levou ao seu afastamento completo de Deus;

O Diabo que é o pai da mentira, propaga-a. No entanto, devemos lembrar-nos sempre de João 4:4 “Filhinhos, sois de Deus e já os tendes vencido, porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.”

Se estivermos firmes na palavra de Deus, a conhecermos bem, menos dúvidas teremos.

 

2. Pedir ajuda e aconselhamento a Deus e aos outros

Marcos 9:24 – O pai do filho que estava possuído pediu ajuda a Jesus para que ele aumentasse a sua fé. Devemos pedir ajuda, primeiramente a Deus. Tiago 4:2 Deus deve ser o nosso primeiro recurso, a nossa primeira escolha.

Devemos também aconselharmo-nos com outros irmãos e permitir que nos ajudem, que orem por nós.

Façamos uma lista de dúvidas e peçamos ajuda para as esclarecer; procuremos respostas, na Bíblia e em bons livros.

 

3. Cuidar da nossa vida espiritual

Um corpo para poder funcionar tem de estar bem alimentado e exercitado, assim também a nossa alma; é impensável ficar dias e dias sem ler a Bíblia e sem orar – quando fazemos isto o “nosso sistema imunitário espiritual” fica em baixo e a nossa consciência deturpada. E devemos também exercitarmo-nos em boas obras!… Se estivermos saudáveis espiritualmente, podemos dizer: “Não sei a resposta, mas tenho muitas evidências na minha vida e na Bíblia, que é a verdade, que Deus está sempre presente”.

 

4. Reconhecer que temos uma mente limitada

Se não conseguirmos esclarecer uma dúvida, coloquemo-la “em lume brando”… Deus esclarece as nossas dúvidas à medida que vamos vivendo e que o vamos conhecendo. Um dia Deus vai esclarecer-nos e senão teremos uma eternidade inteira para perceber… Neste momento, vivemos num mundo limitado, temos uma mente limitada e por isso podemos não conseguir esclarecer todas as eventuais dúvidas que tenhamos.

 

Não é errado termos dúvidas, o que é errado e perigoso é deixar a dúvida tomar conta das nossas outras certezas. Dúvidas não tratadas podem dar origem a problemas graves.

“Porque, agora, vemos por espelho em enigma; mas, então, veremos face a face; agora, conheço em parte, mas, então, conhecerei como também sou conhecido.” 1 Coríntios 13:12

Este é um versículo que nos deve dar paz; podemos não entender agora, mas um dia Deus esclarecerá todas as nossas dúvidas!… Há coisas que não saberemos neste mundo e é suposto que assim seja!…

Partilha este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email