Pessoas que estiveram com Jesus – 1ª Parte

paralitico_Jesus

Adaptado de mensagem de José António Pinho à Igreja em Fontaínhas – São João da Madeira. 27/12/2020

 

Marcos 2: 1-12

 

Nesta altura do ano é natural todas as empresas fazerem o inventário, para terem noção do que têm, do que correu mal e como podem melhorar. Também nós deveríamos fazer isso.

Esta passagem de Marcos fala de 5 tipos de pessoas:

  1. Uma pessoa doente;
  2. Os que carregaram o doente;
  3. Os que criticaram;
  4. Os que ouviram e não fizeram nada;
  5. O que cura – Jesus.

 

  1. Uma pessoa doente, que precisava de ajuda. Lendo a Bíblia, de genesis a apocalipse, encontramos muitas pessoas doentes fisicamente, mas ainda se encontram mais pessoas doentes espiritualmente. Basta pensar no povo de Israel, que teve o privilégio de ser o povo escolhido, mas ainda assim andava sempre sem rumo. Individualmente, há também vários casos:

– Arão (Êxodo 32:1-10). Este homem estava responsável pela vida espiritual de todo um povo. No entanto, um dia deu ouvidos ao povo e mandou fazer um bezerro de ouro!… Como chegou o sumo sacerdote a este ponto?…

– David, foi homem segundo o coração de Deus, e ainda assim pecou grandemente – Salmo 38.

– Pedro, sempre pronto para o Senhor, acompanhou-O de perto durante 3 anos e ainda assim negou-O 3 vezes, numa noite, chegando mesmo a praguejar.

Atualmente também o crente, mesmo estando com Jesus, é suscetível a ficar doente espiritualmente. Na verdade, é possível ficar tão doente espiritualmente, como o paralítico de que fala a passagem. E mesmo este, deveria estar muito doente espiritualmente também, pois as primeiras palavras de Jesus para este homem foram: “perdoados te estão os teus pecados”.

Em geral, temos muito cuidado com o nosso corpo: regramos o que comemos, procuramos fazer exercício, … No entanto, muitas vezes descuramos a nossa vida espiritual. Aos poucos, isso leva-nos a afastar de Deus, a enfraquecer, a adoecer, podendo mesmo ficar paralíticos ou paraplégicos espiritualmente. Basta desviarmo-nos 1 grau hoje, e daqui a uns dias a nossa distância do caminho correto é muita!…

Quem está doente, sofre… Mesmo perto do Senhor podemos ficar doentes espiritualmente… Pedro estava muito perto, e quando Jesus precisou, ele não estava lá!…

“Ao que está fraco na fé, acolhei-o”

  1. Os que carregaram o doente, os amigos. Quatro homens pegaram num doente e levaram-no a Jesus. Os amigos são muito importantes, eles podem ajudar “os doentes” a aproximarem-se de Jesus novamente. Às vezes, a nossa doença pode ser tão grave, que não temos força para chegarmos a Jesus. E nesta situação, se não tivermos amigos, podemos nunca mais “voltar” a Jesus. Não precisamos de amigos que mudem quando mudamos, que concordem quando concordamos – a nossa sombra faz isso muito melhor!…

“A Igreja deveria ser um hospital para doentes e não um hotel para santos”!…

A Igreja, precisa de mais carregadores de doentes!…

 

“Vigiai e orai” –este é o mandamento do Senhor e não: vigiai e criticai. Quão fácil é criticar e quantas vezes o fazemos!… Que Deus nos ajude a sermos mais como um dos 4 amigos – prontos a levar um amigo doente a Jesus.

“Vigiai e orai”

Partilha este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email