Vontade de Deus

biblia_vontade

Apontamentos da pregação de Rui Santos à Igreja em São João da Madeira – Fontaínhas

 

“Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, aos santos que estão em Éfeso e fiéis em Cristo Jesus: a vós graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo.
Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo, como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor, e nos predestinou para filhos de adopção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado.
Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça,
que Ele tornou abundante para connosco em toda a sabedoria e prudência, descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo, de tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra;
nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade, com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós, os que primeiro esperamos em Cristo;
em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa;
o qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão de Deus, para louvor da sua glória.” Efésios 1:1-14

 

Este é um texto riquíssimo sobre o soberano propósito de Deus nas nossas vidas. Deus dá a conhecer a Sua vontade a todos os homens, mas os crentes são os que principalmente não devem ignorar este conhecimento. E é pela Bíblia que conhecemos a Sua vontade – ela é a revelação clara e inequívoca da vontade de Deus.

 

Nas Escrituras a vontade de Deus prende-se com aquilo que o próprio Deus é. E é através da Sua Palavra que conhecemos Deus – conhecemos os seus atributos, o Seu Amor, a Sua Sabedoria, o Seu Poder e a Sua Graça.

 

E a morte do Senhor Jesus Cristo na cruz ampliou todos estes atributos de Deus.

 

Apesar disto tudo, a vontade de Deus muitas vezes contrasta com a nossa própria vontade.

 

 

Qual é a vontade de Deus para mim?

O conhecimento da vontade de Deus passa pelo conhecimento que temos sobre o Senhor Jesus Cristo.

 

 

Será que a vontade de Deus para a nossa vida é a mesma do povo de Israel?

Não. A vontade de Deus hoje em dia é uma vontade individual e direta. Não é dirigida a um grupo ou povo. Ela tem plena força e autoridade por si só, sobre nós.

  1. “Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, aos santos que estão em Éfeso e fiéis em Cristo Jesus: a vós graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo.” Efésios 1:1,2

 

O apostolado de Paulo é a chave para a compreensão sobre a vontade de Deus para nós. Este apostolado dá autoridade para os outros ensinamentos nas outras cartas.

Paulo recebeu a doutrina pela revelação direta do Senhor Jesus Cristo. Assim, a doutrina que recebeu não deverá ser misturada com outras doutrinas bíblicas.

 

As Epistolas de Paulo são para nós hoje, o que a Lei era para o povo de Israel.

 

 

“em Cristo” – esta é a base do plano de Deus – a Sua vontade.

E é em Cristo que estamos nEle e é revelado e cumprido o propósito da Sua vontade em nós. E por meio de Cristo que temos uma herança (vs 14) e todas as bênçãos concedidas pelo Espírito Santo (vs 13).

 

 

  1. “e nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade” Efésios 1:5

beneplácito” – significa aprovação, aceitação ou aprazimento – prazer e alegria associada à vontade de Deus, sentida pelo próprio Deus.

predestinou para filhos de adoção” – Deus predestinou na eternidade passada a relação que desejava ter com os crentes – relação de filhos por meio de Jesus Cristo. Esta filiação e o facto de termos sido aceites por Deus é para Seu próprio usufruto e prazer.

 

 

O que significa para mim ser um filho de Deus? Que influencia tem nas nossas vidas, nas nossas decisões? Nas nossas próprias reacções?…

 

  1. “descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo, de tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra” Efésios 1:9,10

“descobrindo-nos o mistério da sua vontade […] de tornar a congregar em Cristo todas as coisas” A descoberta do mistério – quando? “na dispensação da plenitude dos tempos” Quais? “as que estão nos céus como as que estão na terra

 

Há segredos que só contamos às pessoas e amigos mais íntimos, que amamos e que sabemos que nos amam. Mas Deus, revelou o seu mistério (segredo) a homens pecadores e indignos.

 

O Senhor Jesus Cristo já esteve no domínio de tudo. Sabemos que todas as coisas foram feitas por Ele e para Ele. Contudo, o Criador teve que pagar o preço com a Sua vida para que todas as coisas ficassem perfeitas como antes…

 

Nesta dispensação (da Graça) a Igreja é um organismo vivo com Cristo como cabeça. A Igreja é “o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos”.

 

 

O coração de Deus só está longe de quem o quer longe.

O que significa para nós a Igreja?

 

 

  1. “nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade” Efésios 1:11

conselho da sua vontade” – um conselho que não aceita ninguém alem do Seu!

 

Partilha este artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email